Envol du Phénix, site accompagnant les transformations en cours.

UM AMIGO

09/12/2014


MP3
    


Eu sou Um Amigo, de meu Coração ao seu Coração.
Tomemos o tempo para acolher-nos, no Silêncio das palavras, onde tudo é Verdade...

[Comunhão]

Minha intervenção de hoje vem desenvolver a noção da ação nesses tempos específicos.

Para começar, numerosos de vocês vivem estados que se poderia qualificar de ausências.
Isso pode manifestar-se de múltiplos modos.
Para alguns, isso os leva a viver uma dissolução total do mundo.
Para outros, isso os leva a viver momentos curtos, nos quais tudo desaparece e, quando vocês reaparecem, não sabem mais, verdadeiramente, o que vocês fazem, por vezes, mesmo, vocês se esquecem de quem vocês são.
Para outros, isso passa por estados de fadiga nos quais nenhuma vontade, nenhum desejo emerge.
Tudo isso, obviamente, concorre para a chegada, para a instalação do que Anael chamou o Novo.
Ao mesmo tempo, alguns puderam constatar que as ações faziam-se de maneira totalmente espontânea, sem pensamento, com grande facilidade.
Em um momento, você está deitado, com uma sensação de estar sem energia; no instante após, você age com a maior facilidade.

Voltemos, se quiserem, à ação, tal como ela foi vivida nessa humanidade.
A ação fazia sequência a um pensamento.
Havia percepção, em seguida, o mental desenvolvia seus pensamentos, uma estratégia podia nascer, a ação desencadeava-se.
Alguns puderam viver, já, há algum tempo, o desaparecimento total dos pensamentos, a ação fazia sequência, diretamente, à percepção ou, mesmo, de maneira totalmente espontânea.

Nada é, verdadeiramente, esperado, a ação basta-se a si mesma.
O resultado é esperado apenas no efêmero.
Aí onde vocês estão colocados agora, o resultado é sem importância.
A ação é a resposta, a ação é portada a cada instante pelo Amor, e o Amor é uma doação que nada espera em troca.

Então, obviamente, a mudança, eu diria, rápida, instantânea, pode perturbar, mas aqueles que o vivem estão instalados além do questionamento, na Paz.

Essa é a Ação de Graça que traz a Luz a esse mundo.
O Amor é Verdade, na ação.
De certa maneira, poder-se-ia dizer que as palavras contribuíram, principalmente, para desacelerar a ação portada pelo Amor.
Quando as palavras aparecem, os conceitos estão com elas, e onde os conceitos estão, o Amor não pode estar.

Dançar a Vida é, justamente, deixar-se levar pela ação em ação, revelando o Amor.
Observem que não se trata de seguir o primeiro pensamento que vem, sob o pretexto de espontaneidade.
O que eu lhes falo não segue pensamento algum, nem mesmo o primeiro.

Que Leveza, que Alegria ser levado pelo Amor!...

Isso é o que eu queria desenvolver, em palavras, junto a vocês, hoje.
Mas, se vocês quiserem, aproveitemos desse instante para comungar, para reencontrar-nos, reconhecer-nos no Um...

[Comunhão]

Irmãos e irmãs na humanidade, coloquem-se onde está a Leveza, onde está a Alegria.
Eu não falo, obviamente, de eventos externos que possam vir colocá-los à prova, eu falo de sua Verdade.
O que quer que lhes aconteça, a Leveza está aí, porque, na Verdade, nada lhes acontece, e o que vocês São vive isso.
O que acontece ao efêmero não perturba, em nada, o que vocês São.

Dançar a Vida é revelar a Alegria, em si, antes de qualquer coisa... dançar a Vida para si mesmo.
Dançá-la pelo que vocês São, na Verdade, é dançar a Vida para o conjunto da Criação.

Nada pode evitar sua Alegria.
O Universo inteiro a ela responde.

Irmãos e irmãs na humanidade, sintam o Amor que vem preenchê-los, a cada instante.
Esse é o presente que vocês se dão a si mesmos, de toda a Eternidade.

Então, antes que eu me retire, eu lhes proponho, uma última vez, partilharmos, juntos, esse banho de Amor que nós somos...

[Comunhão]

Amigos, eu lhes digo até breve, na Graça.
Recebam todas as minhas bênçãos.



Transmitido por Air
http://www.envol-du-phenix.org/